Alfinetolândia

maio 29, 2009

drops

Filed under: Uncategorized — Alf @ 2:51 pm

um dia, muito tempo atrás, o namorado da minha irmã quis bancar uma pizza pra familia demo.

querendo agradar e sabendo da minha paixão por pizzas, sendo inclusive douto em sua fabricação, levou-nos numa pizzaria nova a badalada daui de sampa, a piola.

– e aí, al? que achou da pizza?

– isso não é pizza!

num aniversário do meu irmão, a namorada dele quis agradar e fazer um jantar na casa dela.

pediu pra mãe fazer strogonoff e veio pedir minha opinião.

– que achou? gostou? (com aquele sorrisão no rosto)

– acho que nem no exército eu comeria algo assim.

outra vez estava fazendo churrasco aqui em casa e estava fatiando linguiça.

meu tio, como todo bom incauto, veio e..

-opa! fatiando a linguiça?

-não! é merda!

ajudando bixos da faculdade…

– alf, gostou do meu trabalho?

– a idéia é boa, mas vc precisa aprender a escrever!

já minha avó, estava conversando com uma amiga na frente da casa dela, e um amigo meu foi pegar o seu carro para ir embora. nisso, ele enconstou a roda na guia e o carro deu aquele totó pra frente. ao mesmo tempo, a amiga dela estava passando na frente do veículo. obviamente a véia da um pulo e quase morre do coração.

eu: vó, meu amigo quase atropelou sua amiga, hein?

ela: ah, não ia fazer falta…

e outro dia…

– a senhora tem neto?

– tenho!

– e o que ele é?

– alcoolatra!

Anúncios

maio 14, 2009

o politicamente correto e o fim dos tempos

Filed under: Uncategorized — Alf @ 1:56 am

qualquer pessoa que pense um pouco sabe que o que vai acabar destruindo o mundo, no final das contas, é o politicamente correto.

aquela historinha demente de sempre apoiar, nunca criticar e não exergar diferenças…

então, conto para vocês a história de eddie, the head!

eddie, the head, era uma criança saudável.

e sonhava com o dia em que pudesse nadar!

não queria competir. queria simplesmente nadar! nadar, nadar, nadar e ser feliz!

seus pais, conhecedores dos desejos, mas também das limitações do filho, se mostravam muito preocupados. achavam que ele não conseguiria nadar justamente por conta de suas limitações. mas os parentes, amigos, vizinhos, jornalistas e militantes do psol protestavam veementemente quando os pais se mostravam aflitos com a possbilidade do filho nadar!

“ele é um ser humano! pode nadar como todos”, diziam aqueles que cercavam a familia de eddie.

então, com sete anos, eddie, the head, foi levado por seus pais a uma piscina num clube qualquer. a pressão dos agregados era imensa e eddie, como toda boa criança, vencia pelo cansaço.

então, eddie, the head, caiu na água e mergulhou!

alegria por quase todo os cantos! aplausos, gritos de incentivo, buzinas e assovios.

apenas os pais se mostravam a cada segundo mais aflitos.

dois minutos depois eddie emergiu.

não demosntrava nenhuma reação! NENHUMA!

estava morto, o coitado!

por serem muito politicamente corretos, nunca os amigos da familia o advertiram de que não tinha membros para que pudesse nadar…

maio 12, 2009

o diário de um ogro

Filed under: Uncategorized — Alf @ 9:07 am

eae, blog?! firmeza, mano?

então,

dada a minha situação periclitante no que tange ao desgaste físico por fazer parte deste mundo impregnado pelo desejo de alta produtividade e negação do pensamento e da reflexão, decidi não ir a aula hoje de manhã e ficar em casa jiboiando fazendo outras coisas.

quando dizem “a usp atrapalha meus estudos”, estão dizendo uma verdade tão gigantesca, que é díficil não considerá-la um axioma universal.

pois bem, pensando em que necessito de mais disposição para continuar enchendo a cara todos os dias com uma boa regularidade, fiquei em casa estudando e curtindo uma lesera. afinal, ningém consegue ter boas idéias se não beber e fazer sexo todos os dias regularmente.

e isso se revelou extremamente… produtivo! (ARGH)

primeiro, naqueles momentos de atividades cotidianas profundas às sete da madrugada, porém de reflexões extremamente sofisticadas, densas e abstratas, concluí que tem muita gente que reclama de ser perseguido por murphy. mas que também faz questão de passar manteiga nos dois lados do pão.

é uma espécie de vontade de jogar roleta russa com uma AK-47 totalmente carregada.

e tem muita gente assim no mundo! inclusive você, não?

pois é…

depois disso, dando proseguimento ao meu plano de leituras,

interrupção abrupta para explicação: eu estou lendo… 5 livros ao mesmo tempo. então, cada hora leio um que dá na telha.

o dessa manhã, foi “os sete chefes do império soviético” e estou na parte do leonid brejnev.

para este autor, brejnev era praticamente um tiozão daqueles boa-praça que tem em qualquer repartição pública. ficava agradando aos amigos, enchendo o saco dos desafetos, mas sem criar polêmica, adora uma bajulação e uma boa refeição. antes de chegar a chefe do estado, trabalhava constantemente 12h por dia. depois, só queria caçar, beber e comer. teria sido um bom economista de nível intermediário, diz o autor.

nisso, num dos insuportáveis maçantes congressos do partido, repleto de discuros rídiculos utópicos sobre o comunismo, dos líderes comunistas do mundo inteiro, brejnev faz anotações sobre estes discursos. acha o discurso de todo mundo bom, mas um detalhe me chamou a atenção:

“brasil: prestes, bom discurso, mas um chato,…”

quase acordei a casa gargalhando! sempre achei que os comunistas daqui sofriam de alguma síndrome psicológica, a qual o analista de bagé receitaria o tratamento num puteiro de qualidade.

mas só não sabia que isso era vísivel até na união soviética.

por certo, essas atividades matutinas me farão ter muito mais animo para uma grande degustação de cerveja ao entardecer!

e faltam 8 horas para a primeira do dia!

maio 5, 2009

coqueluches e afins

Filed under: Uncategorized — Alf @ 12:28 am

eu só queria saber o porque de um auê tão gigantesco sobre uma epidemia que contaminou… 1500 pessoas! no mundo inteiro!

tem surto de gripe em são paulo que contamina mais do que isso num…bairro!

maio 2, 2009

carcajus e lobos, esses dóceis animais.

Filed under: Uncategorized — Alf @ 1:52 pm

fui ver o filme do wolverine ontem.

o filme é legal e eu acho que marca a minha saída do hall dos fãs inveterados de quadrinhos.

após 30 anos de confusão da marvel sobre a história do seu personagem quase-mais carismático (acho que ele perde pro hômi-aranha), um belo dia a editora resolveu juntar os fragmentos da história e contar o que deveria ter permanecido não-contado. 

sim, eu acho que não deveriam ter dado definições claras à origem de logan.

origens foi uma série legal, até. mas isso só já estaria bom. seria bem mais legal ir contando a história dele, não contando a história dele. usando fragmentos aqui e ali. bem, uma hora o dinheiro falou mais alto. sem problemas quanto a isso, mas não ficou lá essas coisas.

mais interessante é a versão que o filme mostra. achei que ficou mais a cara do nosso amigo logan. deu mais enfase a todos os perrengues que ele passou até chuck carecão o integrar aos x-burger men. gostei bastante!

obviamente pros xiitas dos quadrinhos isso deve ser imperdoável.

e mais óbvio ainda é o meu foda-se a isso.

 

mas o que eu queria falar é que os personagens de quadrinhos que se tornam mais interessantes por sua proximidade a nós são animaizinhos simples, delicados e muitas vezes poucos simpáticos.

wolverine, por exemplo. 

no filme isso não é dito. mas escolheu-se esse codinome para logan por que o wolverine, também conhecido como carcaju, é um animal pequeno, muito agressivo e um tanto avesso ao contato com humanos.

esse amiguinho aqui

carcaju

 

no filme não é dito dessa forma pq hugh jackman tem quase dois metros de altura. mas a personagem dos quadrinhos tem menos de 1,60m. daí, wolverine caber bem.

 

outra personagem muito legal, que é inspirado em um animalzinho delicado é nosso amigo LOBO.

 

El lobo

El lobo

 

lobo é tudo menos delicado. não sei pq tem esse nome.

quer dizer, até sei.

nos quadrinhos, el lobo é a expressão em khúndio para “aquele que devora suas entranhas e depois arrota com prazer”.

mas lobos são pequenos, delicados e dóceis animais que deram inspiração a coisas mais afins a sua imagem como o grande, o inigualável, o sensacional G’NORT:

 

g'nort esplanade gneesmacher

g'nort esplanade gneesmacher

lobo, apesar de ser praticamente representação de uma persongaem diferenciada por suas qualidades intrínsecas como a violência extrema, a agressividade gratuita, o humor exacerbado, a tosquice, a glutonice e a bebedeira incontrolável é inspirado num aminal meigo e carinhoso como um lobo das pradarias.

 

aí eu me perguntei:

pq diabos as editoras de quadrinhos não fazem uma personagem legal inspirado num animal de verdadeiras qualidades, força insuperável, sabedoria quase divina e sagacidade extrema?

 

eu llhe respondo: pq o super-homem já morreu uma vez; thor passa mais tempo como humano do que como deus; o hulk só é hulk quando nervoso; o surfista prateado se preocupa mais com filosofia e melancolia do que com qualquer outra coisa e, principalmente, eles não podem derrotar seus oponentes logo no começo da luta.

então, amigão…

 

o grande rei dos animais

o grande rei dos animais

continuemos no imaginário bruxistíco assolando o sono dos incautos!

Blog no WordPress.com.